Chrystian e Ralf

Chrystian e Ralf

23 DE ABRIL

DOMINGO

Chrystian e Ralf, nomes que dispensam qualquer tipo de referência ou apresentação. Já registraram suas presenças na história da música popular brasileira com estilo marcante e excelente técnica e perfeição nos vocais. A trajetória musical da dupla começou na infância e com uma bagagem profissional de anos de estrada, se consolidaram como uma das principais duplas do país.

Os primeiros passos no mundo artístico dos irmãos Chrystian José Pereira da Silva Neto e Ralf Richardson da Silva foram dados bem cedo. Desde pequenos acompanhavam o pai Mário e o tio Plínio nas serestas que faziam em Goiânia, noite afora, cantando sucessos da música sertaneja. A mãe Eunice, que fazia teatro infantil, também participava.
Chrystian ou “Zezinho”, como era conhecido, com pouco mais de 6 anos, apresentava-se no ‘Clube do Anhanguera Mirim’, comandado por Magda Santos, em Goiânia. Em menos de um ano, ganhou um programa só seu: o ‘Pinguinho de Gente’. E virava-se muito bem diante das câmeras! Ralf, que mal havia saído das fraldas, também ensaiava seus primeiros agudos. Nessa época, Chrystian ganhou seu primeiro prêmio: a gravação de um disco em São Paulo como o melhor cantor do Estado. O disco nunca saiu do papel…
Conforme o tempo foi passando, eles foram percebendo que Goiânia oferecia menos oportunidades de desenvolvimento no campo musical; decidiram, então, mudar-se para São Paulo. O pai acreditava que assim os filhos teriam a chance de realizar o maior sonho: tornarem-se uma dupla sertaneja. Mesmo com a mudança para São Paulo, as dificuldades continuaram grandes, tanto que, para não passarem fome, pegavam as sobras de arroz e feijão das calçadas da zona cerealista, no bairro do Brás. Eles varriam os cereais, juntavam e levavam para a mãe cozinhar. Todos os dias, Chrystian e o pai caminhavam da Vila Gustavo até a TV Bandeirantes, no bairro do Morumbi, atrás de uma chance. Ralf, por ser muito pequeno, ficava em casa. Chrystian confessa que o cansaço não era nada; duro mesmo era ter que ver o pai passando mal durante o trajeto, devido aos problemas de saúde.
Depois de muita luta, eles conseguiram uma chance. Cantaram ao vivo, no programa de Vicente Leporace e foi um sucesso; saíram de lá contratados. Surgiram, então, as primeiras gravações da dupla, em português e inglês, sob os nomes de ‘Os Pássaros’ e ‘Charles & Ralf’.